Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Promessa à minha Filha

 

Enquanto adormecia a minha filha Matilde... apercebi-me que tenho... mais 36 anos que ela. 


E apercebi-me como, aos 37, preciso tanto do Amor da minha Mãe. 


Comecei a fazer contas, a prespetivar o futuro, a imaginar a vida difícil e a vida doce... a que ainda virá aí ao dobrar da esquina... 
Nem todas as pessoas suaves e sinceras têm vidas suaves e sinceras... 


Nem todas as pessoas que merecem, têm a vida fácil... e a minha filha poderá precisar de apoio, mimo, conversas, conselhos, abraços, atenção...
Acabei o momento de carinho, energia, calor, medo e Amor.. a prometer-lhe que não partiria cedo... antes dos 86 anos, pelo menos. Ou seja, antes dos 50 dela... quando ela estiver finalmente preparada..


Porque.. eu estou quase nos 40... e ainda não estou.


E ela... será definitivamente uma extensão de mim. E eu estarei aqui para ela.


... E é uma ordem minha para o Universo... Aqui não há hipóteses a indecisões e inseguranças. É assim e pronto. Por ela. Que é a minha Estrela no Universo...


Resumindo...quem ainda resistir por cá.. vai ter que levar comigo.. por mais 50 anos.. no mínimo.., ahahhah!!! Tomem lá!.. E toma lá Matilde Estrela. Está combinado filha, selado e prometido pumba!!! Amo te mais que tudo miúdinha...


You can count on me. Always... ou até aos... 86 pelo menos...  Tendo em conta, que não somos fisicamente imortais... talvez seja um meio termo muito satisfatório nao é meu Amor..? Pelo menos até aí.. estamos salvas. As duas.


Depois, poderei talvez descansar ao deixar-te a ti e ao mano com os instrumentos para se "safarem" mais uns tempos.. No teu percurso, eu serei o que uma Mãe, uma confissora, uma amiga e uma irmã, poderão ser.


Amor eterno. Hoje nos meus braços e ainda sem palavras a não ser palradas. Amanhã nos meus braços... com o conforto que só eu, porque fui "teu útero" e Amor primeiro, terei.. para te apaziguar das injustiças do mundo e te ensinar a tempo, quais as armas a usar nos dias em que a chuva de espadas começar a cair....

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Joana Tavares 03.01.2014

    Olá rita, espero que não se tenha enervado com o que postei..não tinha essa intenção. Ao reler o seu texto notei que estava demasiado preocupada com essa questão da idade e da morte, muitas mães são mães aos 40 e até mais, não se sinta uma velha só porque tem 37 anos. Mulheres com essa idade ainda têm muito para dar aos filhos e aos outros. São preocupações legítimas mas quis alertar para o facto de poder passar isso para os seus filhos, esse medos, note que o afonso já é um rapazinho e entende tudo.
    Bem sei que a maioria dos seus textos são sobre marcas e babetes e acho muito bem, o seu blog é sobre isso, mas tem de também saber aceitar apontamentos já que expõe a sua vida online, não é ? Vá..beijinhos e juízo.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.